Carregando...

Notícias

13/09/2019

Atacado sustenta abertura de vagas desde 2015

O mercado de trabalho dos setores de comércio (varejista e atacadista) e de serviços no Estado de São Paulo gerou vagas pelo segundo mês seguido. Em julho, 13,2 mil empregos formais foram criados, resultado de 286.046 contra e 272.750 desligamentos.


Com esse desempenho, os grupos encerraram o mês com um estoque ativo de 10.129.058 vagas. Houve bom desempenho nos três setores, mas serviços continuou puxando a alta, com 8.332 novos vínculos.


De acordo com a FecomercioSP, os dados demonstram continuidade da recuperação de vagas perdidas durante o período mais acirrado de crise entre 2015 e 2016.


O setor de serviços obteve o melhor estoque ativo (7.539.608 empregos) em julho. Desde maio de 2015 não se atingia esse patamar.


O varejo registrou o melhor saldo em 12 meses (22.017 vínculos), desde o período finalizado em janeiro de 2015. Já para atacado, o estoque ativo atual (518.859 vínculos) foi o maior desde em abril de 2015.


Com esses números históricos, as expectativas seguem boas para o fechamento do ano, principalmente com a entrada de recursos como FGTS, PIS e décimo terceiro salário, que aposentados e pensionistas já começam a receber entre agosto e setembro.


Atacado


O comércio atacadista no Estado de São Paulo criou 1.704 postos de trabalho com carteira assinada em julho: foram 15.615 admissões contra 13.911 desligamentos. Dessa forma, o setor encerrou o mês com um estoque ativo de 518.859 vínculos empregatícios – alta de 1,7% em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado de 12 meses, foram criadas 8.751 vagas.



*Com informações do Diário do Comércio