Carregando...

Notícias

30/09/2010

Produtos agrícolas pressionam IGP-M de setembro

A inflação medida pelo IGP-M registrou alta de 1,15% em setembro, acelerando em relação a agosto, quando apontou expansão de 0,77%. A elevação foi causada, sobretudo pelos produtos agrícolas, enquanto os industriais apresentaram arrefecimento. Com isso, o IPA passou de 1,24% para 1,60%. Enquanto isso, o IPC interrompeu a trajetória de deflação, tendo registrado alta de 0,34% (ante -0,27% em agosto) e o INCC desacelerou de 0,22% para 0,20% em setembro. Dessa forma, a inflação acumulada no ano é de 7,89% e deve atingir 9,0% em dezembro. Para os próximos meses, a tendência é de alta dos preços agrícolas, associada à sazonalidade do período de entressafra de algumas culturas e também ao aumento dos preços internacionais. Com relação aos produtos industriais, espera-se que mantenham a trajetória de arrefecimento, apesar de possíveis repasses da alta do minério de ferro a outros itens da cadeia produtiva, como siderurgia e maquinário. Mesmo assim, o IPA deverá seguir o movimento dos produtos agrícolas. Com relação ao IPC, a alta dos preços dos Alimentos deve manter o índice no campo positivo e em aceleração. Já o INCC deve mostrar expansão associada a dissídios trabalhistas, além da forte demanda no setor que pode manter Materiais, Equipamentos e Serviços em alta. Fonte: FGV