Carregando...

Notícias

03/04/2020

Coronavírus: orientações sobre aprendizes e estagiários

Várias dúvidas surgiram sobre aprendizes e estagiários durante o período da pandemia do COVID-19 e avaliando a Nota Técnica nº 05/2020, emitida pela Secretaria do Trabalho, que trata de procedimentos nos contratos de aprendizagem durante o estado de calamidade, seguem abaixo considerações do jurídico do Sincades:

      

APRENDIZES 

  • Para os contratos que se encerram durante o período de calamidade, a rescisão não se altera em razão do estado de calamidade; 
  • A rescisão de contrato por iniciativa do aprendiz poderá ser feita normalmente nos termos do art. 433, inciso IV, da CLT;   
  • O contrato de aprendiz não poderá ser rescindido por iniciativa da empresa; 
  • Em caso de encerramento das atividades da empresa por motivo de força maior (IN 146/2018 - SIT), poderá ser aplicado o disposto no art. 13, alínea “e”, da IN 146/2018, sendo as verbas rescisórias pagas conforme o disposto no anexo I da referida IN 146/2018; 
  • Banco de Horas: Não se aplica ao aprendiz, por força do art. 432, da CLT que veda a compensação de jornada para aprendizes; 
  • Férias coletivas: Nos termos da MP 927/2020, os aprendizes poderão ser incluídos em férias coletivas; 
  • Férias individuais: As férias do aprendiz poderão ser antecipadas, mesmo antes da conclusão do seu período aquisitivo. Deverá ser comunicada à agência a qual está vinculado o aprendiz e ao aprendiz deverá ser comunicado com 48 horas de antecedência. 
  • Home office: Na legislação trabalhista não é previsto o regime de home office para aprendizes, no entanto, o art. 5º, da MP 927/2020 autoriza este regime para aprendizes e estagiários. Esta autorização contrária a Nota Técnica 05/2020, do Ministério Público Federal, a qual indica que os aprendizes devam ser mantidos afastados das atividades, garantindo a remuneração em razão do princípio da proteção integral do indivíduo e da condição de pessoa em desenvolvimento.

Importante considerar que a Nota Técnica nº 05/2020 determina que sejam oficiados os entes do Sistema S para que suspendam as atividades teóricas dos aprendizes. Sendo assim, resta impossibilitados de continuarem as atividades práticas, contudo, considerando a edição da MP 927/2020 ser posterior a Nota Técnica 05/2020, entendemos pela validade do disposto na Medida Provisória. 

 

ESTAGIÁRIOS 

  • O contrato pode ser rescindido a qualquer tempo por qualquer das partes;
  • Pode executar suas tarefas no regime de home office;
  • Pode ser aplicada a antecipação de férias individuais ou férias coletivas. 

 

Dr. Marcelo Cordeiro Alvarenga           

OAB/ES 15131

 

Clique aqui e baixe a Nota Técnica 05/2020 do MPT e a Instrução Normativa nº 146 sobre a Aprendizagem Profissional.